Arte urbana em Viseu

A cidade de Viseu é reconhecida pelo seu património histórico rico e vinhos notáveis. Mas há muito mais para descobrir ! Edifícios antigos que estavam votados ao esquecimento, fervem agora de vida e cor graças ao trabalho criativo de diversos artistas urbanos que, a convite do município de Viseu, deixaram as suas marcas incríveis pela cidade. 

O mote lançado para as intervenções urbanas em Viseu foi o vinho, uma vez que Viseu se assume como o coração da região vinícola do Dão, reconhecida pelos seus vinhos de excelência que seduzem amantes vínicos de todo o globo.

Não deixe de ver os trabalhos inspiradores de AKA Corleone (Bairro da Balsa e Universidade Católica) , BASIK (Rua Serpa Pinto), Daniel Eime (Escuela primaria de Avenida), Frederico Draw (Rua do Hilário), Kruella d’Enfer (Bairro da Balsa), Lord Mantraste (central de camionagem de Viseu), Mariana, a miserável (Largo Pintor Gata – zona da Catedral), Mário Belém (Rua dos Loureiros), Mesk (central camionagem de Viseu)!

AKA Corleone // PT
Este artista urbano fez duas intervenções em Viseu. A primeira (em 2015) decorreu no bairro da Balsa e o seu trabalho foi muito acarinhado pela comunidade local. Os habitantes deram nome ao projecto – “Balsa City” – e empenharam-se muito nas suas intervenções artísticas. O segundo trabalho (em 2016) pode ser observado na ponte que faz a ligação entre dois edifícios da Universidade Católica de Viseu.

Ana Seia de Matos // PT
Nascida em Lisboa e licenciada em Design de Interiores, Ana Seia de Matos concebeu uma instalação de bordado em larga escala denominada “Mãos que nos tecem”, na aldeia de Calde, nas imediações de Viseu. Este trabalho desafiante presta homenagem a gerações de mulheres que dedicaram as suas vidas à arte do bordado. A forma semi-circular da obra transmite uma noção de aconchego e de partilha.

BASIK // IT
Nascido em Itália, este artista vive e trabalha em Rimini. Considerado pela revista especializada Aelle como um dos mais influentes “graffiti writers”, BASIK combina a pintura a óleo com temas medievais e pintura com spray. Inspirado por Grão Vasco, o seu trabalho é profundamente marcante.

Daniel Eime  // PT
Nascido em 1986, nas Caldas da Rainha, Daniel Eime é o mestre do stencil. Inspirado por rostos humanos expressivos, alguns dos seus trabalho mais impressionantes retratam a poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen e o fadista Carlos do Carmo podem ser contemplados no bairro da Graça, em Lisboa. Em 2016, inaugurou a sua primeira exposição a solo: MOVE. Em Viseu, o seu trabalho encontra-se na escola primária da Avenida.

Draw & Contra // PT
Frederico Draw (1988), um dos artistas urbanos mais promissores em Portugal, juntamente com Contra (1986), um graffiter e artista conceptual, criaram um painel de azulejos denominado “Passagem”. A arte do retrato combinado com o carácter único da azulejaria portuguesa!

Eduardo Relero // AR
Este artista argentino especializou-se  na técnica 3D da anamorfose que convida o observador a perspectivar as coisas de uma forma distinta através de uma ilusão de óptica. Os seus trabalhos viajaram pelo mundo de Nova Iorque a Roma, do México a Tóquio, transmitindo uma mensagem social poderosa e toda uma nova forma de interpretar o mundo.

Ergo Bandits // PT
Este é o nome do colectivo formado por João Marquês Pereira e Ramon Freitas. Este colectivo acredita na arte como veículo de ideias. O seu trabalho em Viseu tem como objectivo fomentar a comunicação entre as pessoas, ao invés de um contacto menor através de um ecrã. “Nunca deixes de procurar.”

Fedor // PT
Este artista nasceu no Porto e é mais conhecido pelo seu trabalho com texturas e personagens que criou, combinando elementos inspirados pela banda desenhada com a linguagem urbana do graffiti “wildstyle”.

Frederico Draw // PT
Profundamente influenciado pelas expressões humanas, este artista, natural do Porto, fez duas intervenções em Viseu. A primeira (em 2015) consiste numa bela mulher com uvas nas mãos. A segunda encontra-se no bairro municipal. Frederico Draw é também o director artístico da PUTRICA – Propostas Urbanas Temporárias de Intervenção e Reabilitação Cultural. O principal objectivo deste projecto consiste na renovação dos espaços urbanos.

Godmess // PT
Godmess é um artista multi-funcional especializado em ilustração. Os seus campos de intervenção artística incluem: o design gráfico, a pintura, a escultura, instalações, arte urbana, entre outros. Concebeu um mural colorido designado “Arraial”, que celebra as festas populares e a cidade de Viseu enquanto Capital Europeia do Folclore 2018. A diversidade é o seu maior objectivo.

Halfstudio // PT
Especializados em “lettering” e “sign painting”, os portugueses HalfStudio – a dupla formada por Mariana Branco e Emanuel Barreira – são famosos pelas mensagens poderosas que espalham pelas cidades. Em Viseu, criaram um mural marcante dedicado ao poder das canções como forma de expressar a joie de vivre.

Kruella d’Enfer // PT
Ângela Ferreira é uma artista visual e ilustradora, conhecida no mundo da arte urbana como Kruella d’Enfer. Os seus trabalhos criativos são alimentados por seres imaginários e mitos e lendas ancestrais numa sinfonia de cor e formas enormes. Em Viseu, o seu trabalho pode ser vista na Balsa City, juntamente com a fantástica intervenção artística de AKA Corleone.

Lord Mantraste // PT
Bruno Reis Santos aka Lord Mantraste afirma que pretende ser “a Nossa Senhora da Ilustração”. Nascido em 1988, nas Caldas da Rainha, Lord Mantraste é o filho orgulhoso de uma cabeleireira e de um pastor. Inspirado pela natureza e pelas memórias de infância, a capa do livro de J.C. Ballard “Arranha-céus” foi considerada a melhor capa de ilustração e design de 2015. O seu trabalho encontra-se na estação de camionagem de Viseu.

Mariana, a miserável  // PT
Nascida em 1986, em Leiria, Mariana sonhava em ser florista. Esta artista estudou Design Gráfico e participou em inúmeros projectos de ilustração. O seu trabalho em Viseu está magnificamente localizado no coração histórico da cidade, retratando uma mulher a comer uvas. Mas as uvas são rostos masculinos!

Mário Belém  // PT
“Não te esqueças de ser feliz”. Esta é a poderosa mensagem de Mário Belém em Viseu. Este designer gráfico, nascido em Lisboa, também trabalhou como cartoonista e publicitário. Hoje em dia, Mário Belém regressou ao desenho à mão, a sua paixão de eleição, inspirando-se num mural de um edifício que viu em Lisboa. Em parceria com André Ribeiro e Juan Carmona, fundou o “thestudio”.

Mesk // PT
A paixão de Gustavo Teixeira aka Mesk é o desenho e a criação de novas técnicas artísticas. Em 2001, comelou a trabalhar com banda desenhada, tendo embarcado em experiências relacionadas com o graffiti e desde então não parou. Em 2004, juntou-se à cre CMK, permitindo a exploração da paixão criativa pelo graffiti e pelas latas de spray!

Samina // PT
O trabalho do talentoso Samina, famoso por dominar a técnica do stencil, é um tributo a um dos escritores portugueses mais marcantes de sempre, Aquilino Ribeiro (1885 – 1963), que também nasceu na região de Viseu. Localizado numa rua histórica da cidade, a Rua Direita, este impressionante mural assume-se como um eloquente exemplo do tremendo talento criativo de Samina.

Third // PT
Nuno Palhas, nasceu em 1979 em Vila nova de Gaia e desde criança revelou uma paixão pelo design e pela ilustração. Foi um dos pais fundadores do movimento graffiti em Portugal. O seu estilo abraça estruturas tridimensionais, o design e a ilustração, tendo por base murais exteriores e interiores, pinturas, posters e flyers. O seu trabalho pode ser observado no Bairro da Balsa, onde também poderemos contemplar as fantásticas e vibrantes criações de AKA Corleone e Kruella d’Enfer.

Return to the top