Arte urbana em Viseu

A cidade de Viseu é reconhecida pelo seu património histórico rico e vinhos notáveis. Mas há muito mais para descobrir ! Edifícios antigos que estavam votados ao esquecimento, fervem agora de vida e cor graças ao trabalho criativo de diversos artistas urbanos que, a convite do município de Viseu, deixaram as suas marcas incríveis pela cidade. O

A cidade de Viseu é reconhecida pelo seu património histórico rico e vinhos notáveis. Mas há muito mais para descobrir ! Edifícios antigos que estavam votados ao esquecimento, fervem agora de vida e cor graças ao trabalho criativo de diversos artistas urbanos que, a convite do município de Viseu, deixaram as suas marcas incríveis pela cidade. O mote lançado para as intervenções urbanas em Viseu foi o vinho, uma vez que Viseu se assume como o coração da região vinícola do Dão, reconhecida pelos seus vinhos de excelência que seduzem amantes vínicos de todo o globo.

Não deixe de ver os trabalhos inspiradores de AKA Corleone (Bairro da Balsa e Universidade Católica) , BASIK (Rua Serpa Pinto), Daniel Eime (Escuela primaria de Avenida), Fidel Évora (Rua Capitão Silva Pereira), Frederico Draw (Rua do Hilário), Kruella d’Enfer (Bairro da Balsa), Lord Mantraste (central de camionagem de Viseu), Mariana, a miserável (Largo Pintor Gata – zona da Catedral), Mário Belém (Rua dos Loureiros), Mesk (central camionagem de Viseu)!

AKA Corleone
Este artista urbano fez duas intervenções em Viseu. A primeira (em 2015) decorreu no bairro da Balsa e o seu trabalho foi muito acarinhado pela comunidade local. Os habitantes deram nome ao projecto – “Balsa City” – e empenharam-se muito nas suas intervenções artísticas. O segundo trabalho (em 2016) pode ser observado na ponte que faz a ligação entre dois edifícios da Universidade Católica de Viseu.

BASIK
Nascido em Itália, este artista vive e trabalha em Rimini. Considerado pela revista especializada Aelle como um dos mais influentes “graffiti writers”, BASIK combina a pintura a óleo com temas medievais e pintura com spray. Inspirado por Grão Vasco, o seu trabalho é profundamente marcante.

Daniel Eime 
Nascido em 1986, nas Caldas da Rainha, Daniel Eime é o mestre do stencil. Inspirado por rostos humanos expressivos, alguns dos seus trabalho mais impressionantes retratam a poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen e o fadista Carlos do Carmo podem ser contemplados no bairro da Graça, em Lisboa. Em 2016, inaugurou a sua primeira exposição a solo: MOVE. Em Viseu, o seu trabalho encontra-se na escola primária da Avenida.

Fidel Évora
Nascido em 1984 em Cabo Verde, Fidel Évora começou a sua carreira como publicitário em Lisboa e em Barcelona. Tem duas revistas Artaq Bookzine e Musabook (From Portugal to Everywhere) de sua autoria.Os seus trabalhos de arte urbana podem ser vistos por todo o mundo.

Frederico Draw
Profundamente influenciado pelas expressões humanas, este artista, natural do Porto, fez duas intervenções em Viseu. A primeira (em 2015) consiste numa bela mulher com uvas nas mãos. A segunda encontra-se no bairro municipal. Frederico Draw é também o director artístico da PUTRICA – Propostas Urbanas Temporárias de Intervenção e Reabilitação Cultural. O principal objectivo deste projecto consiste na renovação dos espaços urbanos.

Kruella d’Enfer
Ângela Ferreira é uma artista visual e ilustradora, conhecida no mundo da arte urbana como Kruella d’Enfer. Os seus trabalhos criativos são alimentados por seres imaginários e mitos e lendas ancestrais numa sinfonia de cor e formas enormes. Em Viseu, o seu trabalho pode ser vista na Balsa City, juntamente com a fantástica intervenção artística de AKA Corleone.

Lord Mantraste 
Bruno Reis Santos aka Lord Mantraste afirma que pretende ser “a Nossa Senhora da Ilustração”. Nascido em 1988, nas Caldas da Rainha, Lord Mantraste é o filho orgulhoso de uma cabeleireira e de um pastor. Inspirado pela natureza e pelas memórias de infância, a capa do livro de J.C. Ballard “Arranha-céus” foi considerada a melhor capa de ilustração e design de 2015. O seu trabalho encontra-se na estação de camionagem de Viseu.

Mariana, a miserável
Nascida em 1986, em Leiria, Mariana sonhava em ser florista. Esta artista estudou Design Gráfico e participou em inúmeros projectos de ilustração. O seu trabalho em Viseu está magnificamente localizado no coração histórico da cidade, retratando uma mulher a comer uvas. Mas as uvas são rostos masculinos!

Mário Belém 
“Não te esqueças de ser feliz”. Esta é a poderosa mensagem de Mário Belém em Viseu. Este designer gráfico, nascido em Lisboa, também trabalhou como cartoonista e publicitário. Hoje em dia, Mário Belém regressou ao desenho à mão, a sua paixão de eleição, inspirando-se num mural de um edifício que viu em Lisboa. Em parceria com André Ribeiro e Juan Carmona, fundou o “thestudio”.

Mesk
A paixão de Gustavo Teixeira aka Mesk é o desenho e a criação de novas técnicas artísticas. Em 2001, comelou a trabalhar com banda desenhada, tendo embarcado em experiências relacionadas com o graffiti e desde então não parou. Em 2004, juntou-se à cre CMK, permitindo a exploração da paixão criativa pelo graffiti e pelas latas de spray!

Return to the top