Museu da Guarda

Criado em 1940 e instalado no edifício do antigo Seminário Episcopal, o Museu da Guarda alberga actualmente uma colecção com cerca de 4800 peças, provenientes sobretudo do distrito da Guarda. Os núcleos mais representativos são os de Arqueologia, Escultura e Pintura Sacra, existindo ainda os de Armaria e Pintura Portuguesa do século XX. O percurso

Criado em 1940 e instalado no edifício do antigo Seminário Episcopal, o Museu da Guarda alberga actualmente uma colecção com cerca de 4800 peças, provenientes sobretudo do distrito da Guarda. Os núcleos mais representativos são os de Arqueologia, Escultura e Pintura Sacra, existindo ainda os de Armaria e Pintura Portuguesa do século XX.

O percurso museológico está organizado cronologicamente, levando o visitante a fazer uma viagem pela história da região desde a Pré-História até à actualidade.
Para além do núcleo expositivo principal, o museu possui ainda colecções de fotografia, cerâmica e jogos tradicionais.

O edifício

O início da construção deste edifício remonta a 1601, conforme se pode ler numa inscrição do edifício.
Do conjunto fazem parte o Paço Episcopal, o Seminário e a Igreja, formando uma planta em U, com a Igreja ao centro. O conjunto insere-se no Maneirismo, construído no século XVII, com excepção da igreja, do século XIX, mais concretamente de 1887.
O Paço Episcopal apresenta um pátio com alpendre, colunas de capitel jónico e arcos, dois registos, vãos de lintel recto e cornija saliente com gárgulas de canhão.

Horário:
Terça a domingo: 10:00 – 18:00

Return to the top