Este é o Top 10 dos destinos e das experiências mais cool do Centro de Portugal nas suas férias de Verão em Portugal. Um destino seguro longe das multidões. Porque há mais vida para além do sul.

1. Adormecer ao som das ondas do mar no Hotel Areias do Seixo

Um lugar mágico a menos de uma hora do Aeroporto de Lisboa, Areias do Seixo Hotel respira a Natureza a plenos pulmões e nasceu da paixão indomável pelas viagens. Os pinheiros, as dunas e o mar contam-lhe ao ouvido os seus segredos. Sinta a originalidade, o conforto e sofisticação numa perfeita fusão com a terra. Cada um dos quartos confidencia-lhe uma diferente história.

Este hotel de excepção possui 14 quartos, no edifício principal, 1 tenda de charme para estadias românticas e 16 villas, soluções ideais para estadias prolongadas em família. No restaurante do hotel espera por si uma viagem de cheiros, sabores e cores, tirando partido do que a terra nos dá naturalmente e dos benefícios da permacultura. Oculto por detrás de enigmáticas portas de madeira, o Spa do Hotel proporciona-lhe um mundo de sensações únicas.

Photo credits: Areias do Seixo

2. Só boas vibrações no Noah Surf House

A Noah Surf House situa-se na Praia da Física, em Santa Cruz, a 1 hora do Aeroporto de Lisboa, em total respeito e consonância com a Natureza, de olhos voltados para o mar.

Esta unidade sustentável, inspirada pelo mar, é composta por 8 quartos e 13 bungalows, decorados de forma original, proporcionando aos seus hóspedes uma estadia muito confortável e acolhedora.A Noah Surf House dispõe de serviço de bar e de snacks, restaurante, terraço panorâmico e solar deck com a melhor vista sobre o pôr-do-sol, sala multiusos, piscina (infinity pool), horta biológica, escola de surf, estúdios de treino funcional e yoga, skate park e uma cozinha totalmente equipada para partilhar com os outros viajantes. Actividades como surf, yoga, skate, stand up paddle, liquid balance ou treino funcional fazem parte de um dia normal na Noah Surf House.

Photo credits: Fernando Donasci

3. Baloiço panorâmico da Nazaré

Magnificamente situado no ponto cimeiro da Nazaré, no Sítio, o Baloiço da Ladeira oferece uma vista ímpar sobre a imensidão do Atlântico, a praia da Nazaré, os surfistas desafiando o oceano e as casas, impecavelmente alinhadas. Há quem diga que o Baloiço da Ladeira é a porta do paraíso.

O Baloiço da Ladeira abriu oficialmente no Outono de 2020, durante o período especialmente conturbado da pandemia. Pode ser considerado um tributo à beleza incomensurável da Nazaré e ao seu povo afável e acolhedor.

Na inscrição gravada no cimo do baloiço, pode ler-se: “Foi Amor à primeira vista”. Um recanto para contemplar a beleza infinda do cenário natural envolvente. E para agradecer as enormes dádivas da existência. Não há mesmo Amor como o primeiro.

Photo credits: Veco Urban Design

4. Banhos de sal nas salinas de Aveiro

A empresa de animação turística Cale do Oiro surge da paixão de um pequeno grupo de Aveirenses, ávidos de partilhar as riquezas naturais e culturais com quem visita a cidade de Aveiro. Do seu vasto portefólio de actividades, destacam-se os banhos salgados nas salinas da cidade de Aveiro. O fundo da piscina de sal está revestido pela lama natural das salinas. A elevada concentração de sal permite que as pessoas flutuem, como no Mar Morto.

Photo credits: Cale do Oiro

5. Fazer mergulho na Berlenga

Situado em frente a Peniche, o arquipélago é constituído por 3 grupos de pequenas ilhas: Berlenga Grande (a única que é habitada e que pode ser visitada de barco, partindo de Peniche) e os recifes próximos, Estelas e Farilhões-Forcadas; a sua natureza geológica é distinta daquela que encontramos na costa portuguesa.

As ilhas detêm uma fauna e flora especiais, com características que tornam o seu ecossistema único no mundo. Foi esta importância que conduziu à criação da Reserva Natural de Berlenga em 1981.

A Berlenga é o destino de eleição para os amantes do mergulho!

Photo credits: Monica Gumm

6. As casas coloridas de riscas da Costa Nova

Parte do colorido e da beleza de Aveiro é indissociável dos famosos palheiros da Costa Nova. Estas construções típicas, utilizadas originalmente pelos pescadores da zona para guardar os materiais de pesca, foram sendo aproveitados ao longo dos anos como casas de veraneio. Implantadas à beira da praia, saúdam o mar com as suas fachadas pintadas de riscas de cores garridas.

Deixe-se conquistar pela simplicidade calorosa do espírito piscatório da Costa Nova, ainda tão presente nos seus areais, e descubra a praia, a povoação e a história desta região. E descobrir as praias vizinhas da Vagueira ou de Mira. Uma verdadeira viagem no tempo!

Photo credits: Monica Gumm

7. Bronze – Seafood & Lounge Bar na Praia da Costa Nova

Detentor de uma localização absolutamente divinal em frente ao mar, na icónica praia da Costa Nova, popularizada pelas suas pitorescas casas de riscas coloridas, a poucos minutos de Aveiro, o restaurante Bronze – Seafood & Lounge Bar foi distinguido pelo The Guardian ao ser incluído no top 10 dos melhores restaurantes de praia da Europa.

Este restaurante de praia é famoso pelas suas maravilhosas iguarias, tais como: bife de atum com puré de batata doce, ceviche, polvo ou cheesecake de frutos vermelhos, entre outras. Este é o recanto ideal para um demorado almoço de fim-de-semana ou um jantar romântico ao pôr-do-sol.

Photo credits: Bronze – Seafood & Lounge Bar

8. Praia fluvial de Loriga

Loriga que fica a cerca de 770 metros de altitude, teve uma pujante indústria têxtil e é daqui que se pode partir para a muito altiva Penha dos Abutres com mais de 1800 metros. E Loriga tem a única praia fluvial de Portugal situada num vale glaciar. Um luxo para os olhos!

Loriga river beach

9. Vivendo a vida dos hobbits no Chão do Rio

Localizado em Travancinha, a 12 km do Parque Natural da Serra da Estrela, o Chão do Rio – turismo de aldeia, oferece uma experiência de alojamento sustentável. Na sua quinta de 8 ha, a natureza é acarinhada e desfrutada pelos hóspedes.

As 6 confortáveis casas em pedra com telhados de colmo estão dispostas em torno da piscina biológica, construída para se assemelhar às lagoas da serra da Estrela. Os géneros para o pequeno-almoço são servidos em cestos e incluem especialidades regionais.

Os hóspedes são encorajados a explorar os trilhos das proximidades a pé ou nas bicicletas disponíveis gratuitamente. As crianças podem divertir-se com carros-de-mão, apanhar os ovos do galinheiro amovível, alimentar as ovelhas “Flor e Estrela”, mergulhar com as rãs, ou apenas brincar livremente e em segurança.

Photo credits: Chão do Rio

10. Tours em caiaque no Vale do Côa, Património da Humanidade

Museu do Côa organiza empolgantes tours em caiaque no rio Côa. Estes tours incluem uma visita guiada e detalhada às gravuras de arte rupestre do Parque Arqueológico do Vale do Côa, Património da Humanidade. No coração da paisagem natural mais arrebatadora!

Os passeios de caiaque combinam actividade física, lazer, arte rupestre e observação de fauna e flora, atravessando o vale de sucessivas gerações de arte rupestre, uma área que integra a Reserva Ecológica Nacional. Começando na Canada do Inferno ou Fariseu, durante a rota serpenteante ao longo do rio, é possível observar a biodiversidade existente, para além dos imemoriais auroques, cavalos, cabras ou veados gravados no xisto. Entre as espécies que podem ser avistadas encontram-se aves como grifos, cegonhas negras, abutres egípcios ou águias reais, plantas endémicas da região e, com alguma sorte, algumas das lontras que fazem do Côa o seu lar.

Photo credits: Côa Museum