Em Leiria, todos os caminhos vão dar ao Mercado de Sant’Ana, um magnífico edifício que se situa no coração da cidade, desenhado pelo conceituado arquitecto suíço Ernesto Korrodi. O mercado municipal de Sant’Ana é hoje em dia um vibrante centro cultural que inclui um teatro, o Teatro Miguel Franco, sendo palco de cativantes eventos ao longo do ano. O Mercado de Sant’Ana foi projectado pelo aclamad arquitecto suíço Ernesto Korrodi em 1921 e contruído em 1929. O edifício foi erigido sobre as ruínas da Igreja e do Convento de Sant’Ana, demolidos em 1916. Os únicos vestígios destes monumentos foram mais tarde integrados na Casa do Guarda, no Castelo de Leiria. O arquitecto Ernesto Korrodi viveu em Leiria desde 1894, tendo sido convidado pelo município de Leiria a redesenhar o planeamento urbano da área do convento e a criar o mercado municipal. O Mercado de Sant’Ana é um exemplo da arquitectura utilitária e do recurso a materiais tradicionais, resultando num edifício profundamente ecléctico. Ernesto Korrodi é também o autor do edifício do município de Leiria (1903). A partir de 1958 o mercado foi desenhado de acordo com o espírito dos tempos. Um novo edifício foi criado e o antigo foi sucessivamente ocupado até 1996. A equipa de arquitectos formada por Rui Ribeiro, Jorge Estrela e António Luís Ferreira foi responsável pelo projecto de renovação do Mercado de Sant’Ana que no dia 28 de Julho de 2003 abriu as suas portas ao público. O Mercado de Sant’Ana é hoje em dia a pedra angular da vida cultural de Leiria, apresentando eventos anuais muito interessantes, como por exemplo: o Festival do Gin & do Sushi; o Festival do Chá e da Cerveja Artesanal, concertos para bebés e a Feira do Livro. O Mercado de Sant’Ana abraça também o Teatro Miguel Franco com capacidade para 213 pessoas, assim como 2 auditórios, uma sala de exposições, um bar, um café e um restaurante.