É absolutamente incrível como a arte urbana pode dar uma nova vida às cidades que se tornam mais vibrantes e mais apelativas. Veja aqui os pontos mais importantes da rota da arte urbana na cidade costeira da Figueira da Foz!

Add Fuel
Um designer gráfico e ilustrador de renome, Add Fuel (Diogo Machado, 1980) tem vindo a construir uma sólida reputação como artista visual e gráfico nos últimos anos. Tendo criado pela primeira vez um universo visual único povoado por criaturas de inspiração científica e divertidas, o artista português redireccionou recentemente a sua atenção para a reinterpretação da linguagem do desenho tradicional de azulejos, e do azulejo português em particular. A sua obra intitulada “Herança Viva” – Living Heritage é um verdadeiro ícone da arte de rua na Figueira da Foz junto ao espelho de água sob o Forte de Santa Catarina!

Pantónio
Pantónio é um artista português, oriundo dos Açores. É conhecido pelos seus murais de enormes dimensões, retratando fluxos de animais num estilo característico. O seu espantoso trabalho na Figueira da Foz pode ser contemplado na zona costeira junto ao Forte de Santa Catarina, na Praça do Forte.

Mário Belém
Este desenhador gráfico, nascido em Lisboa, também trabalhou como cartoonista e publicitário. Actualmente, Mário Belém voltou ao desenho artesanal, a sua maior paixão, inspirada por um mural em Lisboa. Juntamente com André Ribeiro e Juan Carmona, fundou o “thestudio”. O seu mural gigante de peixe está localizado no Centro de Artes e Espectáculos no bairro das Abadias.

Daniel Eime 
Nascido em 1986 em Caldas da Rainha, Daniel Eime é o mestre da arte stencil. Inspirado por rostos humanos expressivos, algumas das suas obras mais impressionantes representando a poetisa portuguesa Sophia de Mello Breyner Andresen e o fadista Carlos do Carmo podem ser vistas no bairro da Graça, em Lisboa. Em 2016, ele abriu a sua primeira exposição individual: MOVE. A sua obra – Um rosto a ver o céu – pode ser vista no Bairro Novo.

Kruella d’Enfer
Ângela Ferreira é uma artista visual e ilustradora conhecida no mundo da arte de rua como Kruella d’Enfer. As suas obras criativas são alimentadas por seres imaginários e mitos e lendas ancestrais numa animada sinfonia de cores e formas enormes. A sua vibrante obra – “Portal Kitsune” – pode ser contemplada no Bairro Novo.