A estrutura actual do Mosteiro provém dos trabalhos realizados durante a última metade do século XVII. Na fachada evidencia-se o portal datado de 1671 e as esculturas das grandes figuras da Ordem de Cister – São Bento e São Bernardo. Á simplicidade impressionante do exterior, opõe-se o interior datado do primeiro barroco português. A decoração dos tetos da Igreja e da Sacristia constitui um caso único entre as Abadias cistercienses de Portugal e Espanha. A decoração das cinco filas de caixotões da abóbada integra-se no movimento de pintura sacra, em voga no séc. XVIII. Uma grade de clausura em talha dourada divide a Igreja O altar-mor é de bela talha dourada dos fins do séc. XVII, possuindo na tribuna uma escultura da Sagrada Família. A igreja é totalmente revestida de azulejos de padrão e figuras avulsas dos finais do século XVI e inícios do século XVII. Evidencia-se ainda o belíssimo cadeiral de talha do coro com 106 assentos que bem podemos imaginar ocupados por monjas. Na sacristia, forrada de azulejos azul e branco, historia-se em dez painéis, cenas da vida de Bernardo de Claraval. Visitas guiadas gratuitas De terça a sábado: 09:30 – 12:30 | 14:00 – 18:00 Domingo: 14:00 – 18:00