📍Aveiro
Ovos-moles

Reza a lenda que uma freira gulosa que vivia no Convento de Jesus fora condenada a fazer jejum, como forma de combater o pecado da gula. No entanto, esta freira escondeu a mistura de gema de ova e açúcar dentro da massa e no dia seguinte, as outras freiras provaram esta surpreendente combinação doce e declararam-na um milagre, pelo que tal delícia só poderia ser enviada por Deus!
Os ovos-moles estão no topo da doçaria conventual portuguesa e são um verdadeiro símbolo de Aveiro. Hoje em dia, têm formas relacionadas com o mar (sardinhas, conchas) e também podem ser colocados dentro de barricas de madeira.
Maria da Apresentação da Cruz é a produtora oficial de ovos-moles em Aveiro.

Gelados de Portugal

Sediada em Aveiro, a empresa Fabridoce é detentora de inúmeras pastelarias desta bela cidade, tendo-se especializado na produção dos deliciosos ovos-moles, o doce típico de Aveiro, feito à base de gema de ovo e muito açúcar! Gelados de Portugal é, simultaneamente, o nome da marca de gelados e da pastelaria que se localiza no coração da cidade, junto ao Canal Central. Aí poderá provar os ícones das sobremesas típicas portuguesas, convertidos em gelados de fazer crescer a água na boca! 

📍Ovar
Pão-de-ló de Ovar

O Pão-de-ló de Ovar é um dos doces mais famosos do Centro de Portugal! A acolhedora cidade de Ovar, situada na costa atlântica, nas imediações de Aveiro, a apenas meia hora do aeroporto do Porto, é sobejamente conhecida pelas suas casas cobertas de azulejos, mas também pelo seu fenomenal Pão-de-ló que remonta ao século XVIII. Um doce intemporal!

Os habitantes de Ovar afirmam que o Pão-de-ló São Luiz produz o melhor pão-de-ló da cidade! Esta pastelaria tradicional, situada no coração da cidade, oferece uma atmosfera retro e acolhedora, sendo a mais antiga em Ovar. O delicioso pão-de-ló de Ovar remonta ao séc. XVIII e assume-se como um verdadeiro ícone desta região!

📍Coimbra
Crúzios

O luxuoso Café Santa Cruz abriu as suas portas no dia 8 de Maio de 1923. Situado na Praça 8 de Maio, este é um dos cafés mais carismáticos de Coimbra. Prove os deliciosos “crúzios” que eram os padres que habitavam o Mosteiro de Santa Cruz que se situa mesmo ao lado deste café acolhedor.

Pastel de Tentúgal

As origens dos pastéis de Tentúgal remontam ao início do séc. XIX. A Hospedaria Dona Maria da Conceição Faria era a única que fabricava estes deliciosos pastéis de massa folhada, recheados de doce de ovo que se converteu num ponto de atracção das elites de Coimbra. O negócio dos pastéis de Tentúgal permaneceu nas mãos da família até aos anos 50 do séc. XX. O segredo dos pastéis de Tentúgal consiste na massa folhada que deve ser muito fina e crocante!

📍Viseu
Velvet Cupcake & Coffee

Sweet, Happy & Tasty ! Este é o lema do recanto doce da encantadora cidade de Viseu: a Velvet Cupcake & Coffee ! Os cupcakes mais irresistíveis, saborosos capuccinos e macchiatos ! Um ambiente acolhedor, de mãos dadas com um serviço muito simpático, próximo do centro da cidade.

Chocolateria Delícia

Chocolate shop Delícia é um recanto para os amantes de chocolate em Viseu. Situado nas imediações da praça do Rossio, esta chocolateria produz diversos sortidos de chocolate: bombons, trufas, chapéus de chuva, barras de chocolate, entre outros. Todos eles com uma imensidão de recheios e toppings! Um local delicioso para descobrir em Viseu!

Pastel de Vouzela

O pastel de Vouzela é um verdadeiro ícone desta cidade, situada a 30 km de Viseu. Há uma certa “rivalidade” saudável entre os pastéis de Tentúgal e de Vouzela. De facto, são muito semelhantes e igualmente deliciosos! O pastel de Vouzela remonta ao séc. XIX e é uma doce tentação à base de gemas e (imenso) açúcar!

📍Alcobaça
Cornucópias

Embora seja incerta a sua origem, tudo indica que as Cornucópias foram criadas no Mosteiro de Coz, fundado no século XII, dependente do Mosteiro de Alcobaça.A sua forma inspira-se na de um vaso com feitio de corno, que na Antiguidade simbolizava a fertilidade e a abundância, pois do seu interior jorravam frutos e flores. As de Alcobaça são recheadas de ovos-moles, confeccionados com gemas e açúcar, quase os únicos ingredientes que entram no receituário da doçaria conventual portuguesa, depois da utilização das claras com objetivos mais prosaicos.

Pastelaria Alcôa

A Pastelaria Alcôa situa-se no coração de Alcobaça, mesmo em frente ao Mosteiro de Alcobaça, Património da Humanidade da UNESCO e um dos exemplos mais notáveis da arquitectura de Cister na Europa. Aqui poderá deliciar-se com os bolos mais fantásticos, assim como com o seu premiado e afamado pastel de nata. Irresistivelmente doce!

📍Tomar
Beija-me depressa

Como muitas outras cidades históricas de Portugal, Tomar detém uma tradição secular, no plano da doçaria conventual. É por isso difícil dizer qual o doce mais delicioso, mas o “Beija-me depressa” merece, sem dúvida, um destaque! 

📍Abrantes
Palha de Abrantes

A Palha de Abrantes é um doce conventual coberto com fio de ovo queimado. A tradição diz que o nome está associado ao porto da cidade de Abrantes, no rio Tejo, que no passado era uma parada para o fornecimento de fardos de palha para os animais da capital. Assim nasceu a citação portuguesa “se você quer palha, vá para Abrantes”. É senso comum que este produto tenha sua origem nos conventos das freiras da cidade, a saber, o Convento da Graça da Ordem Dominicana.

📍Schist Villages
Talasnicos

Na sua visita à fantástica Aldeia do Xisto do Talasnal, não deixe de provar os deliciosos “Talasnicos”, pastéis confeccionados com produtos endógenos de excelência, como o mel ou a castanha! De fazer crescer água na boca!